Mitos e verdades da Vacina da Gripe

Hoje, dia 23/04, começa a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Não poderíamos deixar de descomplicar os mitos e verdades da Vacina da Gripe, esta importante forma de prevenir uma doença séria que mata mais de 650 mil pessoas todos os anos, de acordo com levantamento recente feito pela Organização Mundial da Saúde.

Então vamos lá, Mito ou Verdade?

1) JÁ TOMEI A VACINA NO ANO PASSADO, NÃO PRECISO MAIS TOMAR.

Mito!

A vacina deve ser tomada todos os anos pois ela tem duração de 6 meses a 1 ano. Os vírus da gripe têm uma alta capacidade de mutação, ou seja, os que estão circulando este ano são diferentes do ano passado e, por isso, todos os anos os subtipos dos vírus da gripe que são incluídos na vacina mudam.

2) A VACINA PODE PROVOCAR GRIPE.

Mito!

A vacina não provoca gripe, pois ela é produzida por vírus inativados, incapazes de causar a doença. O que pode acontecer são reações no local da aplicação, como dor, vermelhidão e endurecimento e, mais raramente, reações sistêmicas, como febre, cansaço e dores musculares.

3) SE EU TOMAR A VACINA, NÃO PEGO GRIPE.

Mito!

A vacina não é 100% eficaz, mas mesmo assim vale a pena a picada! Sua eficácia é boa e, além disso, previne complicações como a pneumonia.

4) MESMO GRIPADO POSSO TOMAR A VACINA.

Verdade, desde que você não tenha febre!

Quem não pode de jeito nenhum tomar a vacina é quem tem alergia grave ao ovo, pois ela é fabricada dentro da casca do ovo e se replica a partir da gema e da clara.

5) GESTANTE PODE TOMAR A VACINA.

Verdade! Não só pode, como DEVE!!!

As gestantes fazem parte do GRUPO DE RISCO, assim como crianças, idosos, puérperas (que tiveram parto nos últimos 45 dias), profissionais da saúde, professores, profissionais do sistema prisional, indígenas, portadores de doenças crônicas como diabetes e asma, indivíduos imunossuprimidos como pacientes com câncer que fazem quimioterapia ou radioterapia e pessoas privadas de liberdade. Quem faz parte deste grupo de risco é mais suscetível à doença e suas complicações e pode tomar a vacina gratuitamente nas Unidades de Saúde.

A vacinação contra a gripe durante a gestação protege a gestante, o feto e até o bebê recém-nascido até os 6 meses.

6) A VACINA DA REDE PÚBLICA É DIFERENTE DA REDE PRIVADA.

Verdade!

A vacina da rede pública é trivalente e da rede privada tetravalente. A diferença está na presença de um quarto tipo de vírus na composição, o que aumenta o nível de proteção. Além das cepas H1N1, H3N2 e do tipo B Yamagata, ela contém o tipo B Victoria.

É isto aí, mulherada! Restou alguma dúvida? Mandem pra gente! E corre lá se vacinar, porque o inverno está chegando!!!