Meu bebê nasceu e eu só quero chorar, por quê?

Então, o tão sonhado dia chegou, seu lindo bebê veio ao mundo, todos os amigos e familiares rindo, comemorando, abençoando… e você se sentindo estranha, como se alguma coisa estivesse errada. De repente aquela vontade de chorar sem motivo. Você esperou tanto por esse momento, mas não consegue se sentir plenamente feliz.

Você conhece alguém que já se sentiu assim? Calma, antes de julgar ou condenar, saiba que isso existe e acontece com a maioria das puérperas. Chamamos esse período de blues puerperal.

Convenhamos, não é nada fácil, né? Quando um bebê nasce, nasce também uma mãe. O problema é que com o nascimento desta mãe, parte da mulher que existia anteriormente morre, e essa informação é muito difícil de assimilar. Começa uma nova fase na vida da mulher, deliciosa por sinal, mas que precisa de uma transição saudável. Aprender a cuidar de um ser humano que depende unicamente de você não é tarefa para qualquer um. Ainda mais após noites em claro, aguentando choros indecifráveis sem fim, com as mamas doloridas e tendo que ouvir palpites vindo de todas as partes do mundo. Acredite, você é uma guerreira!

Em meio a tudo isso nosso cérebro entra em colapso. Imagine uma avalanche hormonal acontecendo e fazendo com que NADA funcione de forma adequada. O resultado disso é muito choro, tristeza, ansiedade e muitas vezes falta de paciência com os outros (e até com seu bebê lindo).

Mas, existe cura?

Claro! Essa fase passa sozinha e dura cerca de 15 dias. Não precisa de nenhuma medicação específica e sim de muito apoio familiar e amor. Caso esses sintomas durem mais do que esse período pode ser que esteja desencadeando uma doença chamada depressão pós-parto, doença grave que deve ser acompanhada e tratada por um especialista da melhor forma possível. Neste caso, não hesite em procurar um psiquiatra e avisar seu obstetra e pediatra do que esta acontecendo.

Até!