Grávida pode?

Grávida pode? Essa é a pergunta que todo mundo faz quando a mulher está grávida. Meninas, nesse ano de 2018, foi publicado um artigo científico bem legal sobre algumas dessas dúvidas que toda mulher tem na gravidez, foram analisados vários estudos até chegar no resultado dessa publicação!

Vamos fazer um resumo pequeno e descomplicado para vocês. E aí, grávida pode:

 

Ganhar peso?

Grávida come por dois? Na realidade não, alguns estudos recomendam 350-450 calorias adicionais no segundo e terceiro trimestre, porém a recomendação é individualizada para cada mulher. No primeiro trimestre não é clara a recomendação adicional.

O ganho de peso recomendado varia de acordo com o IMC  da mulher!

  • Mulheres com baixo peso : podem ganhar de 12-18kg;
  • Com peso adequado: podem ganhar  de 11-16kg;
  • Com Sobrepeso: ganhar de 7-11kg;
  • Obesidade: podem ganhar de 5-9kg

(Meninas! Isso vale para a gestação inteira!)

Tomar Vitaminas?

Super comum a prescrição de vitaminas, mas para mulheres grávidas com alimentação adequadas não é claro o benefício de suplementação adicional de outras vitaminas (aquelas vitaminas pré-natais), a não ser o ácido fólico e provavelmente o ferro e vitamina D. Ou seja: nem toda gestante precisa usar. Também não há a recomendação da melhor formulação adequada de suplementação, quando ela é indicada.

Sobre o ácido fólico a suplementação de 400 a 800mcg/dia é importantíssima para evitar mal formações, até o final do primeiro trimestre. Repor Ferro (30mg/dia) é recomendada para aquelas pacientes com risco de anemia. A deficiência de vitamina D está associada à parto prematuro e eclampsia, porém não está claro se a suplementação mudaria esse desfecho, por enquanto a ACOG (American College of Obstetricians and Gynecologists) não recomenda dosagem de rotina na gestação e suplementação em doses superiores as aquelas contidas nas vitaminas pré-natais padrões (200-600U/dia). A suplementação de cálcio é recomendada para diminuir incidência de distúrbios hipertensivos na gestação, na dose de 1000g/dia.

Beber Álcool?

Mas pode uma tacinha? Álcool está relacionado com má formações e retardo de desenvolvimento, não é reconhecido o limiar da quantidade segura para o uso da substância. Então como não sabemos a dose segura, melhor não arriscar, né?

Fumar?

Bem, os malefícios do tabagismo são muitos conhecidos na população em geral, imagina na gestação?Aumenta o risco de aborto espontâneo, descolamento prematuro da placenta, ruptura da bolsa antes do tempo, parto prematuro, baixo peso ao nascer e natimorto. Acho que já estabelecemos que não pode, né?

Usar Maconha?

Maconha não está diretamente relacionada à complicações gestacionais, porém não se recomenda o uso pela preocupação que poderia afetar o neurodesenvolvimento da criança, não há estudos há longo prazo.

Usar Adoçantes?

Não há contra indicações na gravidez, apenas os dados da sacarina são conflitantes, mas considerada segura em baixa doses, os demais estão liberados.

Tomar Cafeína?

Muitos estudos concluíram ser seguro a ingestão de baixa e moderada quantidade de cafeína ao dia na gestação. Alguns estudos em animais em alta dose aumentou o risco de abortamento espontâneo (alta dose seria acima de 10 xícaras ao dia de café), mas não está estabelecido que esse risco também ocorra em humanos.

Comer peixe?

O consumo de peixe está relacionado ao melhor desenvolvimento do sistema nervoso durante a gestação, porém peixes que têm alta impregnação de mercúrio podem levar à dano neurológico fetal. Mas como saber? O recomendado é 2 a 3 porções por semana de peixes ricos em ômega 3 e baixo nível de mercúrio. Dica dos peixes recomendados: anchova, arenque do Atlântico (??), sarda do Atlântico, mexilhões, ostras, salmão de viveiro e selvagem, sardinha, pargo e truta.

E o peixe cru????

A maioria das organizações não recomenda a ingestão pelo risco de contaminação por parasitas e bactérias. Mas os peixes utilizados em sushis quando contaminados geralmente carregam parasitas que normalmente não são perigosos. O ideal é a grávida não comer, mas se não aguentar de vontade, o local onde a comida é preparada e origem do alimento deve ser avaliado.

Sobre outros alimentos, algum para evitar???

Para fins de evitar toxoplasmose e listeria, gestantes devem evitar carne crua, mal passada, frutas e verduras mal lavadas, laticínios não pasteurizados e embutidos não aquecidos.

Respondemos algumas dúvidas? Em um próximo post falaremos mais sobre outras dúvidas que esse artigo respondeu! Até lá!

Fonte: FOX. N S Dos and Don’ts in Pregnancy. 2018 by American College of Obstetricians and Gynecologists. Published by Wolters Kluwer Health. ISSN: 0029-7844/18