Dá pra saber o sexo do bebê pela frequência cardíaca?

Hello meninas! E aí? Dá pra saber o sexo do bebê pela frequência cardíaca? Ouço essa pergunta muitas vezes durante meu trabalho! Existem muitos sites que explicam essa “teoria”. Seria assim: se o coração do embrião bate mais de 140 vezes por minuto é menina. Mas se bate menos de 140 é menino.

Bem no início da gravidez, por volta de 5 a 6 semanas, já podemos notar na ecografia que o coraçãozinho do bebê começou a bater. Se correr tudo bem, todos os embriões com 7mm (sim, menos de 1 centímetro!) já devem estar com o coração batendo.

Assim, quando começamos a notar as batidas do coração do embrião, a frequência está aproximadamente em 100 batimentos por minuto. No entanto, com o passar das semanas aumenta. Chega ao pico às 9 semanas, e depois volta a baixar, se estabilizando entre 100 e 160 bpm*.

Com cerca de 9 semanas de gestação, a frequência cardíaca do bebê ficará mais ou menos entre 150 – 185 batimentos por minuto.

Assim, mesmo que você tenha aquela amiga que jura que pra ela deu certo, essa história de ver o sexo do bebê pela frequência cardíaca na ecografia do primeiro trimestre não passa de um mito! E como podemos provar isso? Através de estudos científicos!

Isso mesmo: essa teoria já foi estudada e descartada!

Em um estudo publicado em uma revista internacional chamada Fetal Diagnosis and Therapy. Os pesquisadores acompanharam 966 gestações. No primeiro trimestre viram a frequência cardíaca do embrião e depois, mais pra frente, confirmaram o sexo. Com o passar do estudo, 477 gestantes continuaram na pesquisa e sabe a conclusão? 51% dos bebês que nasceram eram meninas e 40% meninos. A frequência cardíaca média das meninas foi de 154 bpm (com variação de 22 bpm para mais ou para menos – ou seja: os batimentos variavam de 132 a 176 bpm). A dos meninos foi de 151 bpm (também com variação para mais ou para menos de 22 bpm – a frequência cardíaca média variou de 129 a 173 bpm). Isso significou que não houve diferença significativa nos batimentos dos meninos ou das meninas.

Fora esse, mais outros tantos estudos foram feitos e publicados. Todos, com conclusões semelhantes. Portanto, traduzindo: não podemos saber o sexo do bebê pela frequência cardíaca na ecografia!

*bpm= batimentos por minuto.

FONTE: (1) Gender-related differences in fetal heart rate during first trimester, Fetal Diagnosis and Therapy, 2006. (2) Sex, Heart Rate, and Age, OBGyn.net Publications. (3) First trimester fetal heart rate as a predictor of newborn sex, J Matern Fetal Neonatal Med, 2015. (4) Investigating the relationship between fetus heart rate in the first trimester screening with fetus sex, Journal Contemp Med Sci, 2018